[ESPECIAL]: Melquisedeque, o Rei do Mundo

Seguindo minha busca por fugir um pouco ao burburinho dos agitados meios sociais virtuais, me volto para o Apóstata, esse blog marginal e vagabundo do meio pseudo-religioso. Hoje, vou introduzir a figura misteriosa da qual, talvez — vejam bem, talvez —, seja a mão que deu início às religiões monoteístas como as vemos hoje. Ou, ao menos, das religiões abraâmicas (que iniciaram sua expansão com o caldeu Abraão). O personagem do qual falo é Melquisedeque.

Leia mais »

Anúncios

Terá Jesus realmente morrido na Cruz?

Esta postagem não pretende negar definitivamente a crença da morte de Jesus na Cruz. Fato: Jesus pode mesmo ter morrido na Cruz. O que venho expor aqui são elementos que permitem supormos que ele pode não ter morrido, de verdade, na Cruz. E se Jesus não tivesse morrido e, portanto, ressuscitado “dos mortos”?

Para quem assistisse à cena horrenda do suplício de Cristo na Cruz (ou na estaca, se tiver sido esse o caso), a primeira coisa que poderia-se pensar é que ele morreu mesmo após a última expiração. Após tantas dores, flagelação, humilhação, hemorragias e traumas por todo o corpo, como pensar que ele sobreviveria? Mas, terá sido impossível que escapasse à crucificação? Bem, segundo o mesmo Flávio Josefo, tão citado por todos os católicos, teria havido alguns casos de sobreviventes da crucificação já há dois dias afixados à cruz!

Leia mais »